Contato

Conheça mais sobre nossos projetos no nosso site http://www.cosmopolitaarquitetura.com.br, e também em nossa página do Facebook https://www.facebook.com/cosmopolitaarquitetura

4 de jun de 2012

Casa em painéis


Esta casa de 139m², localizada em Santo Domingo-Chile, foi construída em  apenas 10 dias. Qual o segredo? A utilização de um sistema construtivo modular e baseado na pré-fabricação, a grande tendência construtiva atual.


O projeto, assinado pelos arquitetos Alejandro Soffia e Gabriel Rudolphy, foi idealizado a partir do uso de painéis insulados estruturais (SIP) de madeira, numa tentativa de racionalizar este componente construtivo e otimizar ao máximo suas características estrututurais e dimensionais. Foram previstos dois tipos de painéis, sendo 71 paineis para as paredes (com 122x244x11,4 cm) e 40 painéis para as lajes de piso (122x488x21cm). 


A modulação foi a grande sacada e premissa para o projeto dos ambientes, os quais formam módulos espaciais de 6m².  Formalmente, a casa é o resultado da multiplicação destes volumes modulares ao longo de um eixo transversal.  Esta característica, além de gerar agilidade na montagem, não gerou quase desperdício de material na obra. 


A casa, situada na costa chilena, tem quase todos os ambientes com vista para o mar, unidos horizontalmente por uma circulação.  Algumas lajes foram extendidas para que se formassem varandas.


Vale ressaltar que ainda há um grande preconceito no Brasil com os sistemas construtivos pre-fabricados e diferentes à alvenaria. Muitos acham que a estética e as dimensões ficam limitados, ou então, questionam a resistência do conjunto. Este projeto é a prova que isto é um grande mito. A volumetria  e espaços internos ficaram muito interessantes.


Outro aspecto importante é que se trata de uma construção muito sustentável ecologicamente, fácil de se constatar numa análise bem rápida. O material principal é a madeira, recurso renovável; devido à pré-fabricação de todos os componentes, o desperdício de material é praticamente nulo; o transporte das peças é otimizado, diminuindo o consumo de combustível; o impacto no solo é bem menor, pois não se usa materiais como o cal e areia. E, economicamente, temos uma obra final com custo competitivo ao da alvenaria comum: esta casa de padrão médio saiu por U$966/m².


Fonte: Design MilkArquiteto Alejandro Soffia.

Nenhum comentário: