Contato

Conheça mais sobre nossos projetos no nosso site http://www.cosmopolitaarquitetura.com.br, e também em nossa página do Facebook https://www.facebook.com/cosmopolitaarquitetura

25 de nov de 2014

Nova tecnologia de climatização de ambientes


Muito se discute para obter-se formas mais econômicas e sustentáveis de climatização nos edifícios. Tanto que já existem produtos tradicionais acessíveis no mercado que prometem reduzir o consumo de energia, como os aparelhos de Ar-Condicionado com a tecnologia InverterEsta tecnologia regula o fluxo de energia do sistema e reduz o seu consumo quando se detecta que o ambiente precisa de menos refrigeração ou aquecimento.

Outra alternativa é o uso de técnicas projetuais conhecidas como "passive design" que, teoricamente, eliminariam a necessidade de resfriamento ou aquecimento artificiais. Um conceito muito conhecido é o da ventilação cruzada, que seria posicionar aberturas de forma paralela, para termos a circulação do ar dentro do ambiente. No entanto, sabemos que nem todas as atividades permitem este tipo de solução.


Buscando novas alternativas além das citadas, um grupo de estudantes espanhóis do instituto de arquitetura IAAC está desenvolvendo uma parede em cerâmica de hidrogênio, um novo material que interage com a temperatura atmosférica. Assim, o produto promete resfriar o ambiente em dias de calor, enquanto que isola termicamente no inverno. O projeto ainda está em fase de desenvolvimento e se baseia na tecnologia dos hidrogéis.

A hidrocerâmica, como foi batizada, é formada por bolhas de hidrogel que interagem com o meio ambiente. O hidrogel é um insumo tecnológico com capacidade de absorver até 400 vezes sua massa em água. Então, nos dias de calor, elimina o líquido refrescante para dentro do ambiente.

O conceito é igual ao suor de nosso corpo, que é responsável por refrigerar nosso organismo. E o caminho inverso também é valido. Portanto, quando chove e a temperatura torna-se mais amena, as bolhas de hidrogênio são carregadas novamente de água e isolam a construção. 

Para entender melhor, vale a pena ver o vídeo: http://vimeo.com/98955269.

Nenhum comentário: