Contato

Conheça mais sobre nossos projetos no nosso site http://www.cosmopolitaarquitetura.com.br, e também em nossa página do Facebook https://www.facebook.com/cosmopolitaarquitetura

14 de set de 2011

Ideias de como usar: quadro negro

Hall de entrada com parede em tinta lousa
(Fonte: Home Sweet Home blog)

A aplicação de tinta lousa em paredes é uma tendência bem forte e combina bem com um perfil prático e bem humorado. Mas pintar uma parede de preto requer um pouco de coragem e uma atitude aberta à criatividade.

Neste Home office a parede do fundo virou
um mural de recados.
(Fonte: Home Sweet Home blog)

Em termos práticos, a limpeza é fácil e feita com um pano úmido, mas o giz gera um pouco de pó no chão. A tinta básica utilizada é do tipo esmalte sintético fosco, podendo ser encontrada em quase todas as marcas comercializadas no Brasil. Uma novidade mais prática e flexível é uma linha chamada Chalkboard Contact Paper feita de papel adesivo da marca Con-Tact.

Aplicada junto à cozinha, simula um "Menu du jour"
(Fonte: Blog Aquisótembafon)

Já que as crianças adoram desenhar nas paredes, estes pais 
encontraram uma solução mais reversível.
(Fonte: freshome.com)


No filme “500 Dias com Ela”, o jovem arquiteto Tom tem uma
parede do quarto pintada de quadro-negro.
(Fonte: divulgação)

Neste apartamento de um jovem casal, o preto já fazia parte
da paleta de cores e a parede, pintada de tinta esmalte, 
ficou harmoniosa e discreta.
(Foto: Thiago Maoski)

Entrada de um Café em Manhattan, NYC.
A frase bem humorada muda diariamente e
combina com o clima descontraido do estabelecimento.
(Foto: arquivo pessoal)

Agradecimento especial ao casal Juliana Fonseca e Thiago Maoski, por compartilharem a foto do ape e a ideia descolada da parede =)

2 comentários:

Paula Kasas disse...

Te encontrei por acaso através de outro blog.
Muito legal essa matéria...se puder já vou te seguir.
Abçs
Paula Kasas

Priscila Sell Jansen disse...

Que bom que nos encontrou, Paula. Fique à vontade para nos seguir e divulgar!Seu blog também é mto interessante.
Abraço!
Priscila